Detran e CPC Renato Chaves retomam aulas presenciais em cursos de formação

Segup se planejou com antecedência para garantir segurança na volta às aulas com a readequação da grade curricular, ajuste da carga-horária e adaptação das salas de aula, entre outras ações

Detran e CPC Renato Chaves retomam aulas presenciais em cursos de formação

 

Após a publicação da edição especial do Diário Oficial do Estado, a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) anuncia a retomada das aulas presenciais do curso de Formação de Agente de Fiscalização de Trânsito do departamento de Trânsito do Estado (Detran) e do curso de formação para perito criminal, médico legista, médico psiquiatra e auxiliar técnico de perícias do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

As aulas do Detran chegaram a ser realizadas por dois dias, mas com a chegada da pandemia da Covid-19 e as medidas de prevenção contra à proliferação da doença, elas foram suspensas, ainda no mês de março. Ao todo, 245 concursados devem retomar aos estudos. A edição extra do decreto foi publicada na última sexta-feira (7), pelo Governo do Estado.

Detran e CPC Renato Chaves retomam aulas presenciais em cursos de formação

 

A Segup já vinha se organizando para o retorno da volta às aulas com a readequação da grade curricular, ajuste da carga-horária, adaptação das salas de aula e reavaliação dos custos por meio do Instituo de Ensino da Segurança Pública (IESP).

O novo planejamento da Segup foi aprovado pelo Conselho Superior de Segurança Pública (Consup), na última quinta-feira (6). As ações tomadas levam em conta todas as medidas necessárias para evitar a contaminação e proliferação do novo coronavírus e, ao mesmo tempo, garantir o máximo de eficácia durante a realização do curso.

Em obediência ao decreto governamental, algumas disciplinas específicas foram retiradas, como a de Defesa Pessoal do curso do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. 

Para o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), Ualame Machado, a notícia de retomada de alguns cursos é importante para a segurança pública que já vinha se preparando para que pudesse receber os concursados, tanto do concurso do CPC Renato Chaves quanto do Detran. 

O secretário observou que “na última sexta-feira foi publicado o decreto governamental autorizando a retomada de alguns cursos da área da segurança pública, em especial aqueles feitos pelo Instituto de Ensino de Segurança do Pará (IESP)’’.

“Já houve a aprovação junto ao Consup, que aprova todos os cursos ministrados no Iesp. Tomamos todos os cuidados necessários, como por exemplo no caso do Renato Chaves que houve a exclusão de algumas disciplinas que exigiam contato físico. Elas foram readequadas, sem perda de carga horária e o Iesp está se programando com a questão dos protocolos de higiene e de segurança para o retorno’’, afirmou o titular da Segup.

Ele informou ainda que “o próximo passo é que os órgãos, por meio do sistema de segurança pública, informem à Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad), para que ela acione os candidatos do concurso para que eles estejam presentes tão logo se iniciem os cursos de formação”, explicou.

Para a retomada das atividades, o Iesp dividirá a quantidade de alunos por sala de aula. As turmas serão alocadas em salas com maior capacidade, em respeito aos limites de espaço e distanciamento social entre os alunos.

Desde o início da pandemia, o Instituto adota medidas preventivas, como a instalação de totens com álcool em gel por todo o campus e o uso obrigatório de máscara dentro do instituto.

MAIS SOBRE O IESP

O Instituto de Ensino de Segurança do Pará é uma unidade de ensino com gestão e autonomia administrativa, mantida pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segp). A instituição foi criada em novembro de 1999, tem como finalidade promover a formação e a qualificação de profissionais dedicados às atividades de proteção dos cidadãos, à segurança e a riscos coletivos. Compõem o Instituto as academias de Bombeiros Militar (ABM), de Polícia Militar (APM) e de Polícia Civil (ACADEPOL).

Por Aline Saavedra, SEGUP